Como Melhorar a Organização da sua Imobiliária

5 dicas para melhorar a organização da sua Imobiliária

Diariamente estamos buscando melhorar os resultados da nossa Imobiliária.

O maior desafio está em conseguirmos fazer mais com menos.

Somos atingidos pelas mudanças de mercado, pela economia que tem oscilações, pela região que estamos situados e para isso, precisamos nos adaptar, realizar mudanças na estrutura da Imobiliária justamente para atingir melhores resultados e sermos mais felizes naquilo que fazemos.

Estamos trazendo 5 dicas de situações que podem ser trabalhadas dentro da sua Imobiliária para que os resultados sejam melhores.

Cada situação deve ser trabalhada em separado para que o resultado final seja aquilo que a Imobiliária deseja.

Algumas vezes, temos situações que já vem sendo trabalhadas pela administração, outras precisam de ajuste.

1 – Organização e Descrição dos processos internos

É de suma importância a descrição de todas as atividades que os colaboradores precisam realizar na Imobiliária.

O objetivo do levantamento e da analise dos processos é ajudar no controle e na melhoria das atividades que são realizadas trazendo um melhor desempenho e um melhor rendimento para a Imobiliária.

Desde a recepção de um novo cliente ao término do contrato, até as solicitações de manutenção de imóveis.

O ideal é que os processos estejam escrito e em seguida transformados em fluxogramas com cada etapa a ser realizada.

A descrição dos processos ajuda muito no treinamento para novos colaborados mas principalmente na padronização das atividades diárias e não leva a Imobiliária a diminuir a criatividade como muitos imaginam.

Por que criar a descrição dos processos internos da Imobiliária

2 – Gestão Financeira

O crescimento do setor imobiliário e em seguida a crise econômica fez aumentar em muito a concorrência entre as Imobiliárias o que gerou um aumento expressivo da exigência por maior controle e acompanhamento de tudo o que está acontecendo no dia a dia da Imobiliária.

Num mercado competitivo, onde as diferenças estão nos detalhes, brigamos por cada centavo.

Mas a briga perde sentido quando não sabemos onde gastamos o dinheiro que entra de forma suada em nosso caixa.

A gestão financeira é uma tarefa que pode ser bastante simples, levando-nos a tomar decisões estratégicas visando o crescimento e a solidez de uma Imobiliária.

Para que isso seja alcançado precisamos conhecer o que realmente compõe a área financeira. É muito comum vermos empresários que acreditam já possuir informações suficientes para controlar e tomar decisões apenas com os dados de entradas e saídas de recursos.

Vídeo sobre Gestão Financeira para Imobiliárias

3 – Planejamento com metas bem definidas

A visão de futuro da empresa permite estabelecer os objetivos estratégicos a serem atingidos pela empresa e com a participação dos colaboradores para que todos possam contribuir e persigam os mesmos ideais, potencializando a contribuição de cada um.

No planejamento com a definição das estrategias que a empresa vai utilizar é importante considerar as informações externas à Imobiliária, observando os negócios que ela possui, o tipo de cliente que pretende atingir e olhar internamente para os colaboradores, para a sua estrutura para poder garantir a sua competitividade e continuidade de mercado.

O planejamento e a definição de estrategias serve para você se antecipar aos problemas e ainda preparar a sua Imobiliária para uma vida mais longa e saudável.

O aprendizado da gestão e da estratégia empresarial para a condução de um negócio visa principalmente diminuir o seu risco com o insucesso.

“Para quem não tem destino, qualquer lugar aonde chegar está adequado”. Esta é a pior filosofia para um empresário que queira fazer uma boa gestão do seu negócio.

Ter destino é definir objetivos e trabalhar duro para atingir o que desejamos. O ponto de partida é sabermos a situação na qual nos encontramos hoje e definirmos a situação futura que desejamos.

4 – Plano Comercial

Se fôssemos resumir em uma única frase o que é realmente importante para a nossa Imobiliária, seria: vender ou alugar com lucro ou deixar os nossos clientes felizes.

Um negócio consegue sobreviver com pouco dinheiro, com poucos funcionários, até com poucos produtos, mas não sobrevive sem clientes. Cliente é a única coisa que justifica a existência de um negócio ou de uma Imobiliária.

Em qualquer tipo de negócio, o fundamental é identificar qual parte do mercado vamos atender com nosso produto ou serviço e dentro desse segmento, quais grupos são os mais interessantes.

É preciso focar – o que significa voltar toda a nossa atenção e nossos objetivos para determinado grupo de possíveis clientes e criar produtos e ter opções para serem negociados e vendidos para esse público alvo.

Essa decisão é tomada com base em alguns critérios, como: o tamanho do nosso público, a expectativa de crescimento do negócio, a quantidade de concorrentes que a Imobiliária terá que enfrentar e os custos e recursos necessário para atender a essa fatia de mercado.

5 – Software de Gestão

A tecnologia existe para facilitar o nosso dia a dia.

Ela nos auxilia em diversas atividades e em diferente tarefas da imobiliária.

A Imobiliária deve buscar automatizar cada vez mais atividades repetitivas e que tem rotinas descritas.

Administrar contratos de locação exige um esforço muito grande e precisa de uma grande organização, o que toma grande parte do tempo que dispomos nas atividades. Por isso, utilizar um sistema é a maneira mais ágil e segura de gerenciar este setor em sua Imobiliária.

Como um sistema de gestão de locação pode ajudar na sua Imobiliária