05 melhores garantias locatícias para a imobiliária

18 de novembro de 2021
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Quem anuncia ou pretende alugar um imóvel, precisa se atentar a respeito das garantias locatícias para imobiliária. Você sabe quais são as melhores? Ter certos entendimentos sobre o tema podem influenciar diretamente nas suas negociações. No artigo de hoje, iremos abordar com mais detalhes essas questões. Confira.

O que é garantia locatícia?

Essas garantias são previstas por lei, através da Lei do Inquilinato. Elas são usadas para garantir questões de ambos os lados: locador e locatário.

Elas têm por finalidade facilitar a locação de um imóvel. É uma forma de compensar eventuais inadimplências ou danos ao imóvel, por exemplo, para que o locador não tenha que arcar com os prejuízos. No entanto, o locatário pode escolher qual a opção melhor se enquadra.

Nos dias de hoje, há 5 garantias que mais são utilizadas, porém, para não afetar a questão financeira, é preciso entender mais a fundo sobre elas.

O que preciso saber sobre a garantia locatícia?

Primeiro de tudo, a garantia locatícia é prevista por lei, sendo permitida apenas uma modalidade de garantia por contrato.

Da mesma forma que é necessário compreender que a forma mais utilizada não é, obrigatoriamente, a que você deve optar. A forma de garantia mais popular e comum é através de um fiador. Contudo, cada caso é um caso.

Diferentes tipos de garantia são escolhidos para cada tipo de imóvel. Sendo assim, é essencial que você saiba identificar o ônus e o bônus de cada uma delas. De acordo com a lei, o locador pode exigir do locatário as seguintes modalidades:

Caução;
Fiança;
Seguro de Fiança Locatícia;
Título de capitalização;
Cartão de crédito.

A garantia locatícia é algo obrigatório?

Por lei, não há nenhuma exigência que obrigue as imobiliárias a inserir esse tipo de seguro em seus imóveis. Contudo, na prática, o seguro é uma forma de evitar prejuízos.

Portanto, muitas imobiliárias optam por adotar como obrigatoriedade nas locações de seus imóveis, visto que assegura sua carteira locatícia.

05 melhores garantias locatícias para a imobiliária

Agora que você entende melhor sobre esse assunto, podemos falar com mais detalhes sobre as 5 melhores garantias locatícias. Confira.

Caução

Esse é o tipo de garantia mais popular, e geralmente é o que as pessoas tendem a procurar. Trata-se de uma negociação, que na maior parte das vezes, corresponde a três vezes do valor do aluguel entregue na ocasião do fechamento de contrato de locação.

Contudo, ao final do contrato, o bem ou a quantia dada devem ser devolvidas ao locatário, caso não haja nenhuma pendência ou dano ao imóvel.

A caução é comumente utilizada em casos de negociação direta com o proprietário, visto que é uma garantia simples de realizar e ter controle, mas existem regras que devem ser entendidas e seguidas da mesma maneira que outros tipos de garantia locatícia.

Fiador

Nessa modalidade de garantia, que também é bastante comum, é o fiador que responde pela inadimplência, caso ocorra alguma. Ou seja, antes do ato da contratação, deve-se escolher uma pessoa que aceite e tenha condições de arcar com os custos.

Então, ainda que seja uma forma de garantia bastante utilizada, pode-se tornar complicada ao passo que dependerá de outra pessoa.

Para esse tipo de contrato, o fiador deve possuir ao menos um imóvel no seu nome e conter uma autorização expressa para proceder essa negociação. Esse processo é feito em um cartório de registro de imóveis.

Do ponto de vista do locatário, trata-se de uma boa opção, visto que os gastos são menores. Da mesma maneira que o locador terá um pouco mais de segurança ao ser comparado com a caução, por exemplo. 

Seguro fiança

Uma ótima opção que tem se tornado cada vez mais presente é o seguro fiança.

O procedimento se parece com o seguro de carro, por exemplo. Para contratar, é preciso de uma seguradora que faça esse serviço. 

O valor do seguro fiança varia de acordo com o imóvel e suas características, podendo ser realizado orçamentos prévios para a contratação. Através do Flexpro Simob, é possível fazer essa cotação, da mesma forma que poderá contratar o seguro, sem precisar de outras plataformas.

Esse contrato permite a adesão de coberturas adicionais, como:

-Taxa de condomínio;

-Multas;

-Danos;

-Reformas;

-IPTU, etc.

Essas coberturas adicionais vão depender de acordo com a seguradora. Mas, em caso de inadimplência, a seguradora fica encarregada de custear a dívida do inquilino e promover a ação de despejo, sem mais despesas por parte do locador.

Título de capitalização

Os títulos de capitalização são aplicações programas, comumente oferecidas por bancos, durante um prazo pré-estabelecido com o objetivo de proporcionar economia. 

Esses títulos podem ser usados como garantia locatícia, ao passo que podem cumprir a função de quitar a inadimplência do locatário, caso o proprietário solicite o resgate do título.

Nesse formato, o locatário adquire o título de capitalização que é vinculado à transação. Dessa forma, quando o contrato terminar, existe a possibilidade de resgate. Contudo, se houver dívida, o valor pode ser descontado e transferido ao dono do imóvel. 

Nesse caso, a vantagem para o inquilino é que, para comprar um título de capitalização, não é preciso comprovação de renda, além de ter o benefício de participar de sorteios mensais.

Mas, para o locador, a vantagem é que ele pode ter assessoria jurídica de entidades que vendem títulos, caso seja necessário ingressar com uma ação de despejo.

Cartão de crédito

Todos os métodos citados anteriormente possuem certos processos burocráticos. Não é à toa que algumas pessoas procuram evitá-los. No entanto, a modalidade através do cartão de crédito tem se mostrado bem promissora.

E o principal motivo para isso é devido ao fato de ser livre de burocracia. Afinal de contas, a garantia é feita através do cartão de crédito de propriedade do locatário, e isso torna as coisas bem mais fáceis.

Assim que a transação é aprovada, mediante limite de crédito disponível, o valor é creditado a imobiliária ou ao corretor e a dívida passa a ser responsabilidade do proprietário do cartão com a administradora do mesmo.

Ao ser aprovado, o contrato será enviado por e-mail. Trata-se de um procedimento que dispensa qualquer tipo de fiador e certas burocracias. Não é à toa que muitas imobiliárias têm dado mais atenção a essa garantia, pois é muito mais prática.

No mais, para o locador quanto para a imobiliária, a vantagem é agilidade e a certeza do recebimento dos aluguéis, com mínimas chances de ocorrer uma inadimplência.

 

Conclusão

Como você pode ver, essas são as 05 melhores garantias locatícias para a imobiliária. Algumas já são utilizadas há muito tempo, como é o caso do fiador e caução. Sendo assim, elas são mais burocráticas e demandam um certo trabalho.

Contudo, as formas mais recentes tendem a facilitar as transações e eliminar a tradicional papelada, que tanto aflige os candidatos à locação de um imóvel e as imobiliárias. 

Quem quer alugar algum imóvel, na grande maioria dos casos, quer se mudar o quanto antes. E, como esses processos mais novos tendem a otimizar tempo, trazem resultado, sendo esse o motivo do crescimento de novas formas de garantia.

E lembre-se: é proibido exigir ou escolher mais de uma garantia locatícia em um único contrato. Ao fazer isso, pode resultar na anulação do contrato.

 

 

Ao acessar o site da Flexpro, você concorda com o uso de cookies. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.